Atualizado: 17/10/17.

Em CRUZEIRO DA FORTALEZA/MG, dia 16, por volta de 12h00min, a “Polícia Militar” foi acionada por uma vítima, a qual relatou que a autora L.C.R. de 34 anos foi em sua residência para vender algumas roupas, e que após a saída dela deu falta do seu aparelho celular marca SAMSUNG, modelo J7. De imediato os militares iniciaram os rastreamentos, localizando a autora, a qual ao ser indagada confessou o furto. L.C.R. relatou que havia deslocado até a residência de M.G.O. de 34 anos, para trocar o celular por drogas, porém ele pediu que ela vendesse o celular e levasse o dinheiro para ele. Segundo a autora deslocou até a residência de W.G;N. de 33 anos, onde vendeu o celular pelo valor de R$100,00 em dinheiro. Em seguida a autora retornou a residência do primeiro autor, onde comprou 03 (três) pedras de crack, pelo valor de R$30,00 e a quantia de R$20,00 em maconha, material este que foi localizado com ela. Militares abordaram o autor W.G.N. na residência dele, e ao ser indagado, este relatou que a autora foi até sua residência e ofereceu o aparelho celular, pela quantia de R$30,00 em dinheiro, porém não comprou o celular, e que a autora com raiva, jogou o aparelho no muro da residência, deixando-o para trás, e que ele o guardou. Foi feito contato na residência do autor M.G.O., o qual franqueou a entrada dos militares, onde após buscas foram localizadas, no armário da cozinha, 06 buchas de maconha, prontas para o comércio. Em diálogo com o autor este relatou que comercializa a dola de maconha e a pedra de crack por R$10,00 cada, arrecadando aproximadamente a quantia de R$100,00 em dinheiro por dia. Segundo o autor adquiriu a droga de um indivíduo da cidade de PATROCÍNIO/MG, próximo ao Terminal Rodoviário. Diante dos fatos os autores foram presos em flagrante delito e conduzidos à Delegacia de Polícia Civil, juntamente com os materiais apreendidos. A VOZ DO POVO.

CURTIU ? Vai La Compartilhe Nosso Post No WHATS E Nas Redes Sociais

FAZER UM COMENTARIO