Por CBN

Atualizado: 10/06/2021 ás 19h:33mim.

                    No voto, a relatora Cármen Lúcia sustentou que o Judiciário e o Presidente da República não podem decidir sobre partidas de futebol. Essa atribuição, segundo a ministra é dos Governos Estaduais. Ela defendeu no entanto que medidas sanitárias contra a Covid-19 sejam seguidas à risca no evento. Fachin seguiu a relatora, mas afirmou que a responsabilidade pela segurança é de Bolsonaro, ele deu 24 horas para o Presidente elaborar um plano de diminuição de riscos exclusivo para o torneio.

A VOZ DO POVO.

Todos os direitos reservados ao Site A VOZ DO POVO – É proibido a reprodução deste conteúdo parcial ou total em qualquer meio de comunicação, sonoro, eletrônico ou impresso sem autorização por escrito.

Envie sugestões, imagens e informações para o nosso WhatsApp

(34) 99904 – 2149.

 

CURTIU ? Vai La Compartilhe Nosso Post No WHATS E Nas Redes Sociais

FAZER UM COMENTARIO