Atualizado: 11/05/2018.

O governo de Minas voltou atrás depois de o governador Fernando Pimentel (PT) anunciar na Itatiaia que o pagamento da primeira parcela do salário dos servidores atrasaria por causa da suspensão dos vencimentos de 96 mil funcionários do Estado que ocupam mais de um cargo devido a irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Em entrevista ao vivo no Jornal da Itatiaia Noite desta quinta-feira, o secretário estadual da Fazenda, José Afonso Bicalho, revelou que será formada uma comissão nesta sexta (11) para analisar a lista e avaliar quais categorias terão a folha de pagamento refeita. “A ideia nossa, depois que recebemos a lista, é criar um grupo amanhã (sexta-feira) composto por servidores da Secretaria da Fazenda, do Planejamento, da Controladoria e da Advocacia-Geral do Estado para avaliar o material que o tribunal nos mandou. Até segunda-feira esse grupo deve nos dizer se a gente precisa rodar uma nova folha ou não, vamos avaliar. Na segunda-feira nós anunciaremos se pode haver algum atraso ou não em relação à folha”, afirmou Bicalho. A VOZ DO POVO.

CURTIU ? Vai La Compartilhe Nosso Post No WHATS E Nas Redes Sociais

FAZER UM COMENTARIO