Atualizado: 30/10/2019.

29-10-2019: Por volta das 16h34min a Polícia Militar foi acionada a comparecer na Agência da Caixa Econômica Federal, onde a vítima “F. M. R” de 43 anos. A gerente do estabelecimento bancário informou que funcionários do banco suspeitavam de um indivíduo de cor negra, estatura mediana, usando boné, trajando camiseta na cor cinza e bermuda jeans azul que estava querendo  sacar o PIS (abono salarial) no valor de um salário mínimo e que este estava bastante nervoso levantando a suspeição de algo ilícito poderia estar ocorrendo. O indivíduo foi abordado e constatou-se que o documento apresentado para o saque era falso o autor estaria usando uma identidade falsa bem como uma carteira de trabalho falsificada com a intenção de praticar estelionato na retirada do abono salarial. O autor confessou o verdadeiro nome como sendo W. F. G. A, 24 anos em consulta ao sistema informatizado foi confirmada ainda a existência de um mandado de prisão em aberto em seu desfavor. Realizada a busca pessoal no autor foi encontrado um pino com substância entorpecente (cocaína) uma senha de atendimento convencional de número cxc151, confirmando a entrada na agência bancária e a intenção de retirada do dinheiro, um comprovante de pagamento do pis/abono com a assinatura falsa feita em nome de outra pessoa e uma carteira de trabalho falsificada. No momento da abordagem o autor estava de posse de uma aparelho celular de cor branca, sendo que no momento em que os militares anunciaram que o celular estaria apreendido, o autor tentou quebrá-lo, arremessando-o contra uma mesa, indicando que provavelmente em seus dados móveis possa ter informações ilícitas relevantes. Segundo testemunhas, pouco antes adentrou na agência duas mulheres sendo ambas de cor branca uma de cabelos pretos e outra de cabelos loiros que também sacaram o abono salarial e que há suspeita destas estarem em conluio com o indivíduo. Diante dos fatos o autor foi preso em flagrante delito e conduzido à Delegacia de Polícia, juntamente com as demais provas do ato ilícito. A VOZ DO POVO.

 

CURTIU ? Vai La Compartilhe Nosso Post No WHATS E Nas Redes Sociais

FAZER UM COMENTARIO