Atualizado: 10/05/2018.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Humberto Donizete Ferreira, o Bebé, várias etapas já foram vencidas e a reunião de hoje é de extrema importância para que cada cidade saiba o seu papel no atendimento  “nos reunimos aqui hoje para alinhar como será o fluxo dos atendimentos, ou seja, definir para quais unidades de atendimento as vítimas serão direcionadas quando uma ambulância for solicitada, por exemplo, hoje se temos um acidente grave aqui em Patrocínio, primeiro as vítima vai para o Pronto Socorro, que a encaminha à Santa Casa, que depois vai encaminhar para uma cidade que possa atende, com o SAMU isso já é feito diretamente pela central de resgate ganhando mais tempo para o tratamento” afirmou Bebé.Também participando da reunião, a superintendente regional de Saúde, Rosângela Paniago, elogiou o Governo Municipal pelo apoio à implantação do SAMU  “Patrocínio será uma base, teremos aqui duas ambulâncias simples e uma UTI com a presença de um Médico, um serviço de urgência e emergência de alta qualidade, com pessoas treinadas, que já no mês de junho deve estar funcionando, na semana que vem atraves do SISTRIM chamaremos todos os profissionais que irão atuar no SAMI, e nesse momento já estamos fazendo esse trabalho de definir o papel de cada um dos envolvidos” disse a superintendente. Fazem parte do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência e Emergência da Macrorregião do Triângulo Norte – CISTRI, 27 municípios da Região Ampliada de Saúde Triângulo do Norte. São eles: Abadia dos Dourados, Araguari, Araporã, Cachoeira Dourada, Campina Verde, Canápolis, Capinópolis, Cascalho Rico, Centralina, Coromandel, Douradoquara, Estrela do Sul, Grupiara, Gurinhatã, Indianópolis, Ipiaçu, Iraí de Minas, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Nova Ponte, Patrocínio, Prata, Romaria, Santa Vitória e Tupaciguara. A VOZ DO POVO.

 

CURTIU ? Vai La Compartilhe Nosso Post No WHATS E Nas Redes Sociais

FAZER UM COMENTARIO